quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Meu amor

Meu amor


Mulher bonita, pequena,
Seus olhos são a calma...
A mulher que eu amo é morena,
E ilumina minha alma.


Seu sorriso é franco, bonito,
Tudo nela tem verdade...
Esta é uma cena que eu pinto,
Numa grande tela de realidade.


Ela tem carisma, é sensual,
Suaves seus gestos, doce sua fala...
Uma mulher assim, afinal,
É tão fácil amá-la.


De seu nome sinfonia,
Dona das emoções e meu sentir...
Ela traz-me carinho, harmonia,
Um amor assim, terá de florir.


3 comentários:

  1. Bela poesia Zé, e regozijo-me com voce, a beleza, docilidade e sensualidade das morenas são inquestionaveis.
    Fico feliz em ver seu progresso, que belo poeta voce está me saindo!!

    ResponderEliminar
  2. Não tive tempo de ler tudo, mas quero deixar aqui meu contentamento pela descoberta de um novo poeta.
    Parabéns meu querido Zé, estou orguhosa de voce.

    ResponderEliminar
  3. Estou muito grato, ser apreciado por uma pessoa que eu considero, excelente poetisa, como tu, Nilza.
    Obrigado grande

    ResponderEliminar