domingo, 7 de novembro de 2010

Deambulando

Viajei por vales de tranquilidade,
Galguei montanhas de ansiedade.
Atravessei rios de angustias,
Cruzei mares de ilusão.
Fui iluminado pela lua,
em noites de frustração.
E aquecido pelo sol da paixão,
Quis abraçar as estrelas,
mas o infinito era longe
Voei...caí...senti...sofri
Não atingi sequer os astros.
Quedei-me, desiludido...
neste planeta...
Terra  de tantos contrastes
Raras belezas.
Felicidade...
Ah a tal...onde está?
Um dia ainda a encontrarei.

4 comentários:

  1. A Felicidade é o caminho...
    já viajaste por vales de tranquilidade, mares de iusao, foste iluminado pela lua e aquecido pelo sol da paixao... vives na terra com várias belezas... tudo isto é o caminho...
    Felicidade são os bons momentos ao longo desse caminho.... ensinou-me um amigo!!!!

    ResponderEliminar
  2. Zé,

    A vida é uma eterna procura, uma viagem cujo roteiro só conhecemos quando desembarcammos, seja a que paragens ela nos levar.
    Estou feliz por voce, está ficando um poeta de mão cheia.

    ResponderEliminar
  3. Obrigado, Nilza..pelo teu carinho, sabes que me és importante e eu sou teu fã, minha querida poetisa.

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigado, minha querida Teresa, pelo teu carinho.

    ResponderEliminar