segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Felicidade

Uma nuvem passageira,
disse que sou homem de sorte...
Ser amado desta maneira,
numa paixão tão forte.

Respondi que é meu privilégio.
que este amor é retribuído...
Seria um sacrilégio,
este carinho, não ser correspondido.

Dois corações amantes,
batem em sintonia...
Nestas emoções distantes,
que se encontrarão um dia.

A felicidade é constante,
nesta nossa comunhão...
Não deixar em nenhum instante,
acabar esta paixão.

2 comentários: