domingo, 19 de dezembro de 2010

Vens com a noite



Vens com a noite,
Discreta, suave e misteriosa,
Trazes o luar nos teus olhos;
Teu beijo, como pétala delicada
Roça meus lábios, docemente;
Aconchegas-te no meu peito
E ficamos em devaneio, abraçados;
Gozamos cada minuto,
De todo o nosso tempo
E esse tempo leva-nos a sonhar;
Embalados por Morfeu,
Viajamos por vales da serenidade,
Subimos as montanhas da felicidade,
Transpomos montes de ilusões,
Navegamos por rios de emoções,
Voamos pelos céus das paixões
E nossos desejos tornam-se realidade;
É o amor na sua força encantada,
Que nos leva a um sossego,
Inconsciente do prazer.

J.C.Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário