domingo, 30 de janeiro de 2011

Morena de cabelos negros



Desces altiva e deslumbrante,
A calçada da rua onde moras,
Teu caminhar tem a suavidade da brisa,
Bamboleias como borboleta!
Os teus cabelos negros de azeviche,
Resplandecem ao sol, soltando reflexos!
Tal cotovia, trauteias uma melodia,
Enquanto deslizas pela rua abaixo!
A tua boca carmim,
De lábios bem desenhados,
Leva-me a um doce encantamento!
A elegância das tuas pernas esbeltas,
Roliças, como gazela,
Fazem-me voar pela paixão!
E quando olho os teus seios,
Perco-me na ilusão do desejo!
São de fada as tuas mãos,
Que me levam a sonhar que me acaricias!
Tu és, mulher morena,
De cabelos negros
E boca carmim,
A encarnação da beleza da mulher,
És o sonho jamais sonhado!

J.C.Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário