Diversas

quarta-feira, 29 de junho de 2011

O brilho das tuas pupilas




Emudeço nas palavras que te quero dizer,
Sentirás a inquietação da dúvida do meu pensar;
Viajarei a ti, como contrabandista de sonhos,
Tomarei de ti os teus pensamentos
E permitirei que penetres nos meus!
Serei a onda que te inundará o coração,
Deste mar, azul de paixão,
Com sabor de sal do prazer;
E sobrevoarei como gaivota protectora,
Nos teus momentos de fragilidade;
Serei o sol que dissipará as tuas angústias!
Esta luz reflectida no mar,
É o brilho das tuas pupilas,
Que incendeiam os meus olhos de desejo!
Quero sentir-te, no teu cheiro,
Como a maresia que me insufla os pulmões;
Quero agora ouvir-te no teu murmurar,
Qual onda, que vai beijar as areias da praia,
Nas quais faremos o nosso leito de amor.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário