Diversas

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O dia esmorece




O dia esmorece…
O sol esconde-se por detrás da serra,
Vai envergonhado…
Com as imagens passadas, pelas horas idas,
De gente que gritou, que discutiu,
Que não amou, que agrediu!
Vai triste, porque mãos apertaram
Com raiva outras mãos;
Com beijos feitos desprezo,
Vai desolado, com a ingratidão,
Arrependido pela luz que ofereceu,
Para que todos sentissem o calor,
Da bondade e do amor!
Agora, o dia morreu
No sol que se deixou escurecer,
Para que o breu os esconda,
De vergonha, pelas suas atitudes;
Não virá o luar, por punição
Aos que não tiveram a luz no coração,
Terão de viver na penumbra,
Da sua insignificância humana.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário