Diversas

sábado, 24 de setembro de 2011

Sonhava acordado!




Chega suavemente o crepúsculo,
Empalidece o dia, que ofegante descansou;
A penumbra traz sentires e desejos;
A noite é companheira de emoções;
Adormeço na carícia da saudade,
Desperto no brilho da tua imagem!
Enterneço-me no murmúrio da tua voz melodiosa,
Sucumbo ao prazer do teu beijo,
De lábios vermelhos de cerejas doces,
De paixão afogueada pelo calor,
Da respiração reprimida, sufocante,
No abraço que delicia na tremura;
Devaneios perdidos na inconsciência,
Do sentir descontrolado,
De dois corpos em convulsão;
Mentes que esquecem a razão,
Suores que escorrem,
Braços que se agitam
Em coreografia estranha, exótica;
Corpos prostrados pela loucura,
Dos movimentos em fogo,
Do vulcão imaginado.
Sonhava… acordado!

José Carlos Moutinho

1 comentário: