Diversas

domingo, 20 de novembro de 2011

Divagações




Lembranças de alegrias passadas,
Esvoaçadas nos perfumes que flutuam no ar,
Abraços não concretizados,
Em momentos de inconsequência;
Paixões que surgem na memória
Das nuvens que nos envolvem;
Beijos dados sem emoções,
Outros, sugados no calor dos sentimentos;
Horas perdidas em desatinos,
Porque a razão as ofusca;
Sois que brilharam e acalentaram amores
Intercalados, por cinzentos dias de nevoeiro,
Atormentando o sentir;
Luares que nos embalaram nas ilusões,
Dos prazeres vividos,
A escuridão de céus sem luas,
Que perturbam o viver de mentes cansadas;
Estrelas oferecendo o seu brilho,
Como pontos de referência para o infinito,
Iluminando os caminhos da felicidade;
Alegrias, tristezas,
Amores e ódios,
Tudo se mistura, numa louca tempestade
De marés vivas, que transbordam almas
E perturbam corações navegantes;
Encontros e desencontros,
Nos instantes limitados pelo tempo;
Vivências agitadas, em campos de flores silvestres,
Por esta selva imensa de vaidades,
Deste cosmos perturbado a cada segundo,
De rotação de mais um dia.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário