Diversas

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Levo-me no imaginário




Gira o mundo sem parar...
Voam os meus pensamentos sem destino,
Exaltam-se as minhas emoções;
Passa por mim, suave, a brisa
Que me afaga a alma, na quietude das horas;
O meu sentir delicia-se no silêncio,
Do luar que me envolve!
Sorrio para o nada,
Porque em meu redor só existe o nada,
Neste nada que tudo contem,
Na paz que acaricia os meus sentidos!

A alvorada aproxima-se, preguiçosa
Cintilando no despertar da vida,
Abraçando o universo;
São momentos de empolgante emoção,
Que a cada dia se repetem
E que tantas vezes ignoramos,
E deixamos de sentir o pulsar,
Iluminado da nossa existência!

Desperto desta sensação letárgica
E escuto agora o vibrar em torno de mim,
Das folhas que se agitam no toque,
Do beijo que o vento lhes oferece!

Aspiro o doce e lânguido aroma
De delicadas flores, que me olham,
Parecendo sorrir-me pelas pétalas,
Que se desnudam em múltiplas cores!

Deixo-me levar no imaginário
De que sou de outra galáxia...

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário