Diversas

sexta-feira, 2 de março de 2012

Mar que te penso sereno




Mar que te estendes a meus pés,
Perco-te de vista, lá na linha do horizonte,
Onde te escondes nos braços do Céu,
E o céu se faz mar...
Ou talvez sejas tu, mar, que te fazes Céu!

Deixa-me admirar-te na tua serenidade,
Leva-me os pensamentos,
De devaneios nos reflexos do sol
Nas tuas ondas, que me murmuram!

Faço-te companheiro
Nos meus momentos de nostalgia,
Quando me levas no teu dorso,
Em viagens de deslumbrantes emoções
E me trazes na brisa que te afaga,
As recordações de um tempo ido!

Tu, mar de mistérios e encantos,
De profundidades ignoradas,
De seres por descobrir,
Traz-me somente a tua alegria,
Entrega-te na espuma que me acaricia os pés
E canta-me a tua melodia,
Que me seduz e tranquiliza.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário