Diversas

terça-feira, 22 de maio de 2012

Na aurora das emoções




Despertas-me na aurora dos meus sonhos,
com palavras de amor,
no sussurrar da tua melodiosa voz,
que me delicia e me faz deslizar por marés de prazer,
em ondas de excitação!
Tocas-me com as tuas mãos de veludo,
sinto um doce arrepiar
de sensação relaxante!

Quando fazes do teu corpo escora do meu,
ferve-me o sangue em veias de emoções;
A pele explode em transbordante lava,
o coração bate desatinado,
a cabeça perde a razão,
os reflexos afrouxam-se nos abraços,
o teu respirar é o meu respirar!

Os nossos corpos fundem-se num só,
pernas entrelaçadas,
movimentam-se em suaves caricias;
Abraçados, acariciamo-nos
em suaves suspiros,
ou em rápidos e fortes apertos
de intensa volúpia!

As nossas bocas devoram-se,
num beijo de sufocante eternidade,
com as nossas línguas em húmido duelo!

Rodopiamos perdidos no tempo,
banhados no suor do deleite!

Exaustos, aquietamos os corpos,
na exaltação da mente.

José Carlos Moutinho

1 comentário:

  1. Gosto muito do seu poetar. É fabulosamente maiúsculo. À rigor com o tema, amor. Parabéns!

    Uma abençoada tarde de terça-feira.
    Grande abraço.
    Tatiane.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderEliminar