sábado, 28 de julho de 2012

No murmúrio dos búzios




Num azul de fascinante sentir,
o mar vem languidamente beijar
as areias douradas da praia,
onde multifacetados búzios,
murmuram palavras do meu amor,
que me chegam na caricia da brisa,
falando-me da sua saudade!

E eu no meu caminhar,
por este atalho de grãos de areia,
deixo-me enlevar no desejo de a abraçar,
numa emoção que me turva o pensamento
e me inebria o coração!

Revivo aqueles tempos de paixão,
em que nós dois, como um só,
nos entregávamos à partilha do nosso sentir
e nos levávamos em devaneios,
por céus brilhantes de fantasia,
num esvoaçar de sonhos realizados,
que nos faziam tão felizes!

Passaram-se os tempos,
as horas amoleceram as lembranças
e as vivências forçaram a mutação da vida!

Agora, amor, só nos resta esta brisa,
que me traz a doçura das tuas palavras,
murmuradas por búzios,
pela paixão que a memória não quer apagar.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário