segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Ilusão da felicidade





Quando as tardes se escondem lá longe,
a noite toma seu lugar, apaga o sol,
traz-me memórias, que minh,alma esconde,
meu coração em alerta como farol!

Foram momentos levados pelo vento,
que a saudade teima em recordar,
ainda que os minutos parem no tempo,
o passado jamais terá como voltar!

Ah... Queria eu recomeçar novamente,
Reviver o bom que eu tive na vida,
Abraçar a mulher de amor ardente!

Levo-me assim, pela serenidade
Que me oferece a noite de luar,
suspiro ilusão da felicidade!

José Carlos Moutinho

1 comentário:

  1. Um suspiro que deu para sentir aqui, do outro lado do oceano.
    Um grande bj querido amigo

    ResponderEliminar