sábado, 27 de outubro de 2012

Recordar no jardim





Perco-me por entre flores deste jardim,
que me oferece odores da minha amada,
trazidos nas asas de mariposas coloridas
e sopradas pela brisa que me acaricia,
com as mãos de veludo do meu amor!
Sinto a sua presença na doçura das orquídeas
e na elegância dos lírios,
o brilho dos seus olhos azuis,
de safiras serenas das lobélias!
Lembro-me do calor do seu corpo,
na sofreguidão dos seus beijos,
de delicado néctar;
Nos abraços consentidos,
em tardes esmorecidas pelo tempo,
na lassidão do nosso sentir!
Sorrio na recordação
daquele cantinho de verde relva,
onde um dia, foi leito da nossa paixão,
testemunha do nosso prazer,
no silêncio cortado pelos nossos murmúrios!
Cansado pelas emoções que me dominam
sento-me no mesmo cantinho,
De verde relva, que um dia foi leito
E que agora me descansa!

José Carlos Moutinho

1 comentário: