segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Vontade de navegar





Sinto vontade de navegar por esse mar cavado,
de fortes ondas de provocação,
enfrentar os gritos da rebentação
e sair desta minha vida cansada!

Desejo-me flutuar nesta espuma de coragem,
acariciado pela maresia que perfuma o meu peito,
pelo vento que sopra sibilante,
e me refresca a alma!

Quiçá, possa abraçar-me às asas das gaivotas
que me sobrevoam em ululante grasnar
e voe por ai, por mundos incertos,
ao encontro de bons momentos certos,
onde a vida seja deslumbrante,
imbuída de paixões soltas,
em amores de sentir vibrante,
gritadas em emoções revoltas,
como este mar de razão exaltada,
que provoca o meu desejo de navegar,
no cantar das ondas, como se fosse balada!

Na ilusão que se apossa da minha alma,
o meu marejar é absorvido pela alva espuma,
que suavemente desliza pela areia calma,
da praia, onde a alvorada não apagou a bruma.

José Carlos Moutinho

1 comentário:

  1. Passei, vi, li e adorei este blog. Parabéns!!! Fico no aguardo de uma gentil visita sua em meu blog; Se você gostar do conteúdo; Por favor vota no blog para o PRÊMIO TOP BLOG 2012, já passamos pelo TOP 100, agora buscamos uma vaga ao TOP 03, http://inkdesignerstampas.blogspot.com

    ResponderEliminar