Diversas

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Novo Ano...E agora?





Novo Ano...E agora?
Que nos vais trazer tu, Novo Ano,
engalanado com as cores do 2013,
não te esqueças que ainda não nos libertámos
das brumas de tristeza que o teu antecessor nos deixou...
Trarás tu, pão para os famintos,
mantas para os que morrem enregelados
sob viadutos, lares esventrados,
ou virás tu, de mansinho, sorrateiro
enganar-nos também, como fizeram os outros?
Esperamos que consigas, Novo Ano mudar a cabeça
dos políticos incompetentes,
fazer deste país, um local digno para se viver!
Olha Novo Ano, nós, povo, como sempre,
estamos de olho em ti e esperançosos que faças algo,
como já estávamos com 2011
e ficámos frustrados com 2012,
que vergonhosamente nos enganou,
dissera-nos que a tal crise acabava agora contigo...
Porém, nos últimos dias, veio desmentir tudo,
cambada de mentirosos que vós sois,
por esta razão tens de ser forte e mostrar a tua boa vontade!
Iludem-nos com promessas, como aquelas balofas frases:
Feliz Ano, Bom Ano Novo...
E deixam-nos cada vez mais na tanga!
Ou tu 2013, ganhas juízo e nos trazes algo de bom,
ou mudamos-te de calendário, passaremos a usar o chinês,
já que são estes que começam a mandar neste país troikano

Novo Ano...e agora?

Todos nós gostaríamos que tivesses coragem
de nos responder, mas não... Ficas calado
e no silêncio da tua ausente resposta,
sofremos com desempregos, fome e frio,
somos ridicularizados pela arrogante ditadura alemã
que já se esqueceu que um dia esteve pior que nós!

Contamos, piamente contigo 2013
contamos mesmo...
Faz com que os políticos, postiços doutores, emigrem,
traz de volta os nossos jovens licenciados e patriotas,
forçados a fugir da miséria, por falta de emprego...
Acaba com os vendilhões que por aqui pululam e nos dizimam,
neste pobre Portugal desgovernado de futuro incerto!

José Carlos Moutinho
12/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário