Diversas

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Dia cinzento





Está triste o dia que se pinta de cinzento,
o sol não sorri,
o céu chora lágrimas frias,
nesta época de invernia
que nos cansa a alma,
pela melancolia que nos invade os sentidos!

As flores recusam-nos
o colorido das sua pétalas
deixaram-se esmorecer
pela ausência de clorofila!

As aves escondidas em abrigos protetores,
calaram as suas melodias!

As ruas estão deprimidas
pela carência de sorrisos
das gentes que passam caladas,
encolhidas num silêncio molhado!

O tempo corre célere,
com ele vem a esperança de vindouros dias
aconchegados na Primavera
florida de bucólicas poesias
inventadas pelo calor e pela cor!

Cinzentos dias, darão lugar ao sol,
cânticos das aves, colorido das pétalas
serão milagre de metamorfose,
pela magnitude da Natureza,
que tudo transforma neste mundo
de encantos e desencantos.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário