As gaivotas voam

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

A cada dia


A cada dia, dos meus dias
tento fazer-me escrevinhador,
e lá vêm prosas ou poesias
que escrevo com imenso fulgor

Pode até parecer compulsão,
e se calhar é mesmo, sei lá,
mas que o faço com emoção
podem crer, eu que vos digo olá

Gosto fazer das palavras sentires,
para que sintam os que me leem,
porque faço delas puros elixires
de alegria, até para os que não creem

Por agora fico-me serenamente aqui
a contemplar comentários e afins
que sempre existem em total frenesi
no Face, onde se plantam cactos e jardins

José Carlos Moutinho


Sem comentários:

Enviar um comentário