As gaivotas voam

domingo, 5 de novembro de 2017

A saudade

...
Esmorece o dia,
ele senta-se no cimo da escarpa
mordida pelo vento
e contempla o mar...
um mar agitado que transborda as lágrimas
que os seus olhos não choram
Há neles uma imensa saudade
que o tempo tenta adormecer
mas sua alma sempre a desperta


José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário