As gaivotas voam

SOBRALINHO

sexta-feira, 23 de março de 2018

Caminhada




Calcei sonhos vesti magia,
Era domingo, meti-me a caminho
Parei junto do mar, senti a maresia,
Voltei a caminhar, bem devagarinho

Pelo caminho encontrei a amizade,
Vinha triste pela solidão,
Perguntei-lhe da verdade
Respondeu ser fracasso da relação         

Passei junto de um canavial
Nas margens de um rio inventado,
De lá, vinha um som fenomenal,
As canas cantavam o fado

Entrei pelo atalho da quimera
Encontrei um jardim de ilusão
Aquele que eu sempre quisera,
Pois florira em mim doce emoção

Finalmente acabei a caminhada
Levado pelos meus pensamentos,
Concluí que a vida pode ser cantada
Ou um triste caminhar de lamentos

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário