As gaivotas voam

SOBRALINHO

quinta-feira, 1 de março de 2018

Se precisares de um abraço





Quando, de um abraço, sentires falta
Conta comigo, estarei de braços abertos,
Sou a voz da amizade que se exalta
E oásis dos caminhantes dos desertos

Quando a mágoa se entranhar em ti
Tens em mim o ombro onde podes chorar
Sem receio de expores os teus sentimentos,
Poderei ser o abrigo que te acoitará a tristeza
E silêncio para te ouvir sem te criticar,
Serei na possibilidade da minha fragilidade
Conselho que te poderá ajudar a encontrar outro caminho!

Assim, amiga ou amigo que enfrentas contrariedades,
Sente que não estás só
Sempre há alguém neste mundo belo e louco
Que te dará o abraço e a palavra onde te podes apoiar!

Não te esqueças, amiga ou amigo que não conheço
Que, quando a mágoa da frustração te abordar
Pensa assim, simplesmente: Será que isto, eu mereço,
Pois certamente a reflexão poderá muito bem ajudar

Confiança em nós próprios é alavanca que impulsiona,
Negatividade derrota, há que das suas garras, fugir
E viver com alegria, porque a vida não é maratona,
Nascemos para amar, sermos felizes sem ter de carpir

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário