As gaivotas voam

SOBRALINHO

domingo, 22 de abril de 2018

Sou tudo e sou nada

...
Sou sopro de brisa
que dura, se alguma tempestade não a eliminar,
Sou luz
enquanto o Sol estiver comigo,
Serei alvorada
se a noite me acordar pela manhã,
Sou tempo
enquanto o tempo me permitir,
Sou tudo e sou nada,
passageiro em viagem temporal

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário