As gaivotas voam

SUSPIRO

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Que voassem

Ah...como eu queria
que as minhas palavras (escritas) voassem
e se perdessem dentro do sentir de quem as lesse,
que depois voltassem a mim
para simplesmente eu ficar a saber
que chegaram a bom destino!
Ah...quanta ilusão me invade a alma
e me leva a sonhar
que existem sonhos em quem lê poesia...
porém no meu despertar
penso, em dúvida, se sonhei
ou ainda não acordei

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário