As gaivotas voam

SOBRALINHO

terça-feira, 29 de maio de 2018

Tantas vezes

...
Tantas vezes te esperei naquele banco,
será que ainda te recordas, meu amor?
De madeira e de ferro pintado de branco
quantas vezes nele, sentimos nosso ardor,
mas se me permitires que eu te seja franco...
quero àquele banco voltar p'ra sentir teu calor

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário