sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Quietude



Quero a tua tranquilidade,
Sem a mínima inquietação...
Nosso amor é serenidade,
Deixemos os instintos do coração.

Destino deu-nos a oportunidade,
Com ardor e discernimento...
Temos de dar continuidade,
A este profundo sentimento.

Quando o momento chegar
De nosso encontro apaixonado...
Certamente será de vibrar,
Porque é imensamente ansiado.

As coisas acontecem,
Sem a mínima explicação...
O importante é que elas aquecem,
Nossa bela relação.

Foi em Dezembro passado,
Que a mágica se deu...
Vi tua foto, fiquei intrigado,
Haveria algo entre ti e eu.

J.C.Moutinho

2 comentários:

  1. Adorei, simplesmente maravilhoso! Por vezes o coracäo tem razöes que nós proprios desconhecemos, entäo amemos! Adorei este poema!!
    Paula Lourenco

    ResponderEliminar
  2. ♥ Olá, amigo!♫
    ♫♥ Conheci seu blog... amei mesmo!!!
    ♥♫ Sua poesia é simples, direta e doce...
    ♫♫♫ Um lindo fim de semana!
    ♫♫ Beijinhos. ♥♫
    ♫♥ Brasil
    ♫♫♫♥

    ResponderEliminar