As gaivotas voam

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

4 poemas (Áudio)


Não vás por aí

...
Amiga, não vás por aí, eu te peço,
talvez certo seja este o caminho,
esse por onde queres ir, foi tropeço
que deixou meu coração em desalinho

José Carlos Moutinho
28/2/19

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Dizias...

Dizias estar farta da vida
que tudo te corria mal
parecias uma causa perdida
tinhas francamente baixo astral
quando eu com emoção sentida
abracei-te de modo formal
e levei-te a passear pela avenida

José Carlos Moutinho
27/2/19

Palavras vadias



Ela sente no ar palavras vadias
que tentam acutilá-la...
embora a serenidade
a fortaleça,
há, por vezes, sopros inquietantes
que a desestabilizam emocionalmente,
fazendo-a perder a habitual quietude,
transformando-a em vendaval
quando a normalidade é a bonança,

então, tal rio selvagem
salta do leito de acalmia,
transborda as margens floridas
em caudal de mar bravio,
enfrenta ondas de provocação
até que o mar se faça maré de razão,

depois, na continuidade
da sua serenidade,
mantém o rumo de navegação
ignorando os ventos e sombras
das discórdias
sorrindo à vida,
esquecendo tempestades.

José Carlos Moutinho
12/2/19

Decreto-Lei, nº 63/85
dos direitos do autor

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Sei lá, não te conheço, amigo/a (Áudio)


Sei lá, não te conheço, amigo/a



Sei lá quem tu és…
dizes neste espaço, que és meu amigo
a verdade é que não te conheço,
sei que, por vezes clicas no gosto
ou comentas o que escrevo ou gravo,
outras, ignoras-me por completo!

Sei que não sei de onde vens
e sequer sei para onde pretendes ir,
o que te peço, amigo que dizes ser,
é que, enquanto amigos formos,
embora, obviamente, virtuais
sejas sincero, frontal e humilde,

se há algo que eu mais deteste
é a presunção desbotada,
a arrogância frustrada
e a hipocrisia sorridente!

Assim…
que nossa amizade virtual
se transforme em real,
que nossos abraços sejam afectuosos,
e jamais nossos braços
se tornem flácidos e falsos,

se tudo isto acontecer,
podes crer,
tu, que dizes ser meu amigo
e eu, que digo ser teu amigo,
tornar-nos-emos,
sem dúvida,
franca e realmente Amigos!

José Carlos Moutinho
25/2/19

Decreto-Lei, nº 63/85
dos direitos do autor

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Voas tão alto


Voas tão alto

Oh...condor que voas tão alto
qual a razão dessa tua distância,
terás medo das intrigas do asfalto
ou queres mostrar tua arrogância?
Desce à terra, porque eu te exalto
oh...bela ave, mostra tua elegância

José Carlos Moutinho
25/2/19