As gaivotas voam

SOBRALINHO

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

As tuas mãos


...
Sempre senti as tuas mãos suaves
ao toque das minhas
a partir de determinado momento
tornaram-se ásperas,
e as palavras que sempre dizias
calas agora, perante o meu silêncio

José Carlos Moutinho

RUI MONIZ SOLTO OS VENTOS

sábado, 27 de janeiro de 2018

Lonjura do tempo - - Poema classificado em 2º lugar, pela Academia de Letras de Ponte Nova (ALEPON) Minas Gerais Brasil

Porque não te calas


...
Porque não te calas
se as tuas palavras são ocas...
pensa bem, porque quando falas
as tuas palavras soltam-se loucas,
sei muito bem que não te ralas
porque só falas para orelhas moucas

José Carlos Moutinho

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Perdido em palavras

...
Vagueei por aí, perdido em palavras
que se amotinavam no meu pensamento
sobre palavras que dizias e outras que calavas,
perderas inexoravelmente a noção de sentimento

José Carlos Moutinho

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Sonhos



...
Meus sonhos são saudade
ficaram as ilusões por realizar
aprendi que viver é uma realidade
com absoluta tendência a acabar

José Carlos Moutinho