As gaivotas voam

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Pesadelo (Áudio)


Cais da Alma edium editores

Dança no Tempo

Compulsivamente


Escrevo quase compulsivamente
simplesmente, por estranha ansiedade
sei que isso incomoda muita gente,
pouco me importa, pois sou verdade

Devia certamente, passar menos tempo
aqui, nesta sedentariedade doentia,
mas se faço deste meu tempo, poesia
porque razão devo soltar um lamento?

Sei alguns não podem escrever como eu
porque têm de trabalhar para este país,
mas eu mereci este descanso, meu jubileu
por isso escrevo, como jamais o fiz

José Carlos Moutinho
30/1/19

Decreto-Lei, nº 63/85
dos direitos do autor

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Abraçado aos sonhos (Áudio)


Abraçado aos sonhos


Era um tempo de sonhos
vividos à velocidade da paixão dos momentos
afogados nas "imperiais" ou "finos"
adormecidos nas noites intermináveis
dos desejos!

Era um tempo tão docemente louco,
que o amanhã era utopia,
importante era o momento
abraçado a quimeras,
que, por vezes, a timidez
não permitia realizar...

E esse meu tempo…
não era de ninguém
mas sim de todos nós,
ou melhor, era um outro tempo,
que me fazia sonhar…
o mundo era meu
e podia viver simples e inocentemente
abraçado aos sonhos

José Carlos Moutinho
30/1/19

Decreto-Lei, nº 63/85
dos direitos do autor

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

603 SOBRALINHO (V. F. Xira) 4k de José Carlos Moutinho-Coletânea António...

A brincar se faz um poema

Queria escrever um poema,
a inspiração estava fatigada
enfrentei por isso um dilema
usar aqui, uma forma cantada

Não têm qualquer interesse
os versos que fui inventando,
porém, como não havia stress
com as palavras fui brincando

E deu nesta bela obra prima
que muitos acharão uma piada,
mas reparem que tem boa rima
serviu para animar a rapaziada

José Carlos Moutinho
29/1/19

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

RUI MONIZ SOLTO OS VENTOS

RUI MONIZ MOMENTOS DE DESALENTO

Ai, as palavras!.wmv

Saudades, Mãe

Ide discutir para longe (Áudio)


Ide discutir para longe


Todo este mundo enlouqueceu,
se é do Benfica é porque é maluco,
do Porto, acha que o mundo é seu
porque o Sporting agora está caduco

Na TV todos têm razão ao discutir,
ganham balúrdios que matavam a fome
a tanta gente que anda por aí a carpir,
com frio, esfarrapados e sem nome

Bem sei que os canais são privados,
mas por favor tenham pena de nós,
falem de arte, poesia e seus derivados,
cultura não é futebol, é sim coisa atroz

São quatro, cinco canais no bate boca,
sabichões de bancada entendem tanto
e gritam sem razão, não é coisa pouca,
apetece-nos gritar em terrível pranto

Trabalhem, pois essa conversa não presta
deixem-nos ver coisas mais interessantes,
pois ficamos sem opções, nada nos resta
que fazer zapping, em buscas incessantes

José Carlos Moutinho
24/1/19

Decreto-Lei, nº 63/85
dos direitos do autor