sexta-feira, 15 de abril de 2011

Chegarei ao fim desta viagem




Apetece-me viajar pelo tempo,
Num desencontro com o relógio;
Quero correr campos e vales,
Cruzar rios e subir montanhas,
Quero sentir a maciez das tuas mãos,
No afago do meu sonho;
Desejo sentir o teu beijo,
Na ilusão da minha alma
E ter-te em mim,
Ainda que no eclipse dos minutos;
Anseio por escutar a tua voz,
Na brisa que me toca suavemente;
E viajo ao encontro do teu olhar,
Mergulho no azul dos teus olhos,
E jamais deixarei de te olhar,
Quedo-me hipnotizado pela magia,
Da luz estelar que deles irradia;
E quando te encontrar,
Iremos mergulhar,
Nas águas cálidas da nossa paixão,
Nos rios dos nossos anseios
E voaremos depois,
Nas asas dos devaneios.
Então chegarei ao fim desta viagem.

José Carlos Moutinho


1 comentário:

  1. Nada como viajar no tempo nas asas dos devaneios.

    Gostei do seu espaço e da sua escrita. um pouco intimista é vero mas cheia de imagens belas!

    Sua Seguidora...a partir d'agora!

    Um beijinho
    da
    Assiria

    ResponderEliminar