domingo, 23 de junho de 2013

Versos soltos ao vento



Sente-se na pele o ardor da frustração
Trazido por ventos secos, de inveja
que um sorriso repudia com perdão
pela sabedoria que a vida caleja

Evado-me dos meus anseios frustrados
Solto-me no vento das minhas ilusões
Imagino-me viajante de sonhos dourados
pelo oásis do deserto das minhas emoções

Cantam-me as estrelas em murmúrio
melodias de enlevo, sopradas pela brisa
aconchegadas em pétalas de doce augúrio
vestidas com a doçura da mais bela poesia

E vagabundo mas feliz em meu querer
Elevo-me aos céus nos meus pensamentos
Quero encontrar o aconchego no meu viver
Deliciar-me na paixão dos fortes sentimentos

 José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário