As gaivotas voam

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Tons garridos

 
 
Fiz um pacto com a poesia
nunca me pensar poeta,
se alguém o disser por simpatia
então admitirei como coisa certa

Mesmo assim, terei reticências,
pois a poesia tem tal categoria
que não serão minhas preferências
a achar que com ela estou em sintonia

Vejo por aí tão belos poemas
de gente que também nada diz
se é poeta ou escultor de temas,
sei que a escrever me sinto feliz

Ser poeta é poder voar, tal gaivota
sonhar utopias em desertos floridos,
é inventar vitória perante a derrota,
e escrever tristeza em tons garridos

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário