Diversas

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Quimera por inventar




Na escuridão dos momentos
De tristeza, sem a luz dos instantes,
Percorro galáxias estelares, com a mente
E o breu tolda-me a visão;
As estrelas apagaram-se,
Escureceram as ilusões sonhadas,
Em noites perdidas por desejos
Insatisfeitos e desatinados,
Nas vontades inventadas,
Por paixões mal sentidas
E de amores desencontrados,
Em telúricos movimentos,
De volúpias delirantes,
Sopradas pelo vento,
Perdidas nas densas nuvens,
Dos sentidos adormecidos
Pelo desencanto das frias carícias,
Da brisa gelada da falta de alguém,
Ou de alguma quimera,
Ainda por inventar.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário