quarta-feira, 18 de julho de 2012

Coração sonhador




Ah...
Coração meu, tantas vezes desabrido,
Outras, tão doce e sonhador,
Levas-me em devaneios,
Por caminhos de quimeras...
E fazes de mim,
Um guardador de sonhos,
Inventados e jamais sonhados,
Transmutados em memórias utópicas,
Na minha mente pendente de ti,
Coração desassossegado!
Acalma-te desse teu vaguear sem rumo,
Não permitas que a minha alma,
Seja abalada pelas tuas aventuras!
Ah...
Coração inquietado,
Neste meu sentir desolado,
Vamos unir-nos,
Voando nas asas da felicidade
E esquecer os momentos de melancolia,
Que o tempo nos obrigou a viver

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário