domingo, 8 de setembro de 2013

Ilusões



Caminhava eu por caminhos estranhos,
buscando felicidade ou quimera,
mesmo encontrando escombros tamanhos,
acabei por entrar pela estratosfera.

Vou na ilusão do meu querer e sentir,
espero que algo assim aconteça,
não quero ficar aqui a carpir dores,
bastam as complicações na cabeça.

Acredito que Universo conspira
a meu favor, na minha triste vida...
Porque já nem a minha alma suspira,

Por esta minha caminhada sem fim,
levo-me nesta vontade que castiga,
a fé diz, que encontrarei o meu jardim!

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário