segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Luanda

Oh Luanda,de minha juventude,
Teu mar, meu porto de abrigo...
Tinhas a beleza e a atitude,
...Eis, porque estou contigo.

Tua aurora, de meus sonhos,
Por do sol de meus encantos...
Acácias, belas de tons risonhos,
Eras ternura nos teus cantos.

Ah Luanda,a tua bela baía,
Deslumbramento de encantar...
Eras paixão, eras alegria,
Na contemplação de te olhar.

Paraíso,tua ilha e as palmeiras,
Tuas cálidas águas, do mar
As estrelas, no céu, altaneiras
Tuas areias douradas,de amar.

Sobranceira,lá no alto,
A fortaleza S.Miguel, observa...
Para eventual sobressalto,
Que a ocasião sempre reserva.

Teus cheiros, tuas cores,
No meu coração estão guardados...
Foste a terra de meus amores,
Que jamais serão olvidados.

2 comentários:

  1. Oh Zé, este encheu-me as medidas, lindo e não podia deixar de o ser, a Luanda que me viu nas cer e crescer é realmente uma musa inspiradora que depois naqueles que corre sangue de poeta, criam assim estas maravilhas.
    No meu coração tb estão guardados todos os cheiros, cores e os meus amores, pois foi nessa terra linda que eu comecei a saber AMAR, de uma maneira muito especial a VIDA.
    Intê

    ResponderEliminar
  2. Muito grato pela tua visita e comentário, Alexandra.

    ResponderEliminar