segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Quimera

Apareceste na minha vida
Como uma brisa suave...
És uma mulher muito querida,
...E do meu coração tens a chave

Estranho e platónico
Este amor virtual...
Que pode parecer irónico
Mas na verdade, é muito real.

Tua presença deixa-me em paz
Curioso, porque nunca nos vimos...
A paixão é assim, quando nos apraz,
E gostoso o que sentimos.

Quisera eu, que fosses minha
Destino caprichoso o dirá...
Já és a minha rainha
Que mais, teu coração conquistará?



1 comentário: