quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Se me tocas


Quando passas por mim,
Sinto a vibração da tua presença,
Como se uma força estranha, sensitiva
Me impulsionasse para o teu abraço,
Está em mim o calor de ti,
És a chama que acende o meu coração,
E me catapulta para emoções,
Dispersas por confusas sensações,
Se me olhas…
Sinto-me perdido num bosque de desejos
E cheiros hipnotizantes,
Ai…se me tocas…
Estremeces-me a alma,
Levas-me por vales infinitos,
De profundo deslumbramento
E se me abraças…
Entro numa espécie de letargia onírica,
Mas se me beijas…
Serei o teu escravo,
Perco a noção da razão
E sou transportado nas asas da paixão,
Provarei dos prazeres do desejo
E serei teu, perdidamente.

J.C.Moutinho

2 comentários:

  1. Olá, amigo!
    Passei para ler, reler e admirar seus poemas.
    Esse poema é uma linda declaração de amor.
    Boa semana.
    Beijinhos.
    ♥ Brasil ♥ ° º
    ° ♥ °º ♥ °º
    ° ·.·.

    ResponderEliminar