Diversas

terça-feira, 22 de março de 2011

E agarro o mundo…




Assusto os medos que me rodeiam,
Expulso os ventos que me oprimem,
Repudio o pó da falsidade,
Que se cola ao corpo,
Na invasão da mentira.
Permito os raios solares,
Que brilham na luz da verdade.
Aspiro sôfrego, o ar puro
Da bondade.
Abraço as árvores da amizade.
Acaricio as flores da ternura.
Perfumo-me
Com os cheiros da justiça.
Deixo-me navegar nos rios
Da felicidade.
Envolvo-me no manto da lua
E do amor.
Agarro o mundo, com a força
Da esperança.

José Carlos Moutinho





Sem comentários:

Enviar um comentário