Diversas

sábado, 23 de novembro de 2013

Amor, paixão e ausência



As horas cansadas pela tua ausência
Escurecem a minha alma
E deixam-me neste cinzento de melancolia
Em lancinante dor de saudade!

E nas alvoradas do meu desejo,
Quando se faz real o teu vir a mim,
A minha tristeza se transforma em luz
Projectada pelos teus belos olhos,
Que cintilantes pela ternura,
Me despertam da nostalgia que me avassalava,
E deixo-me navegar, como em sonho no encanto
Do teu belo sorriso, que me fala de amor!

Quisera que jamais existissem
Tantas horas de tua ausência,
Nas tardes que me sufocam,
Em dias que me martirizam,
Pela carência do teu beijo de cálido néctar,
Dos teus abraços que me emocionam
E do teu corpo que me incandesce
De um prazer, que me transcende a razão!

Quisera que esta distância se fizesse breve,
Na ânsia do meu querer,
De louca paixão,
Que saciasse este meu vício de ti,
E a felicidade fosse partilhada contigo.

José Carlos Moutinho.

Sem comentários:

Enviar um comentário