Diversas

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Minha Mãe querida (Fado)



Tuas rugas minha mãe
Sulcos de sofrimento,
porque foste pai também
na luta pelo sustento.

Foi árdua tua vida
pra teus filhos criares,
só, mas nunca perdida,
digna, por tanto amares.

Deste afago, deste amor,
teu colo era meu sol, meu chão,
no teu abraço o meu calor,
do teu olhar doce emoção.

Mãe, partiste serena,
tal como aqui viveste,
pra ti este meu poema
pelo amor que me deste.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário