Diversas

domingo, 3 de agosto de 2014

Serei um visionário





Gostava de escrever um poema,
onde as palavras se fizessem flores,
que colorissem o mundo de alegrias
e perfumassem de ilusões, os dias!
Que os meus versos
tivessem o calor do sol,
a força do vento
e a serenidade do luar,
para eu oferecer ao mundo,
numa cesta de afagos e abraços
colorida com pétalas de sorrisos.l

Acreditem...
Gostaria de fazer o poema mais belo,
onde eu exaltasse a felicidade
com tanta pureza,
que me fosse possivel
extinguir a infelicidade!

Mas não tenho o dom de Aladim
e metamorfosear utopias
em realidades,
nem sequer sou poeta
quiçá, um visionário!

Pois acreditem…
Sou simplesmente um sonhador,
com um coração cheio de ilusões
e uma grande alma
que me faz feliz
e afaga o meu sonhar.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário