Diversas

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Navegar em águas de sonhos






Águas cristalinas deslizam docemente
Pelo leito dos seus sonhos,
Acariciam as margens dos seus pensamentos
E cantam melodias pelas cascatas
Dos seus sentimentos!

Pelo seu leito de paixões,
Correm imparáveis os fluidos de amor
Na ânsia de abraçarem as ondas do mar,
Que os esperam no amplexo da saudade!

Navegam suavemente,
Afagados pela brisa dos desejos,
Devaneios e sorrisos de prazer,
Na busca da felicidade
Do amor, sem âncoras!

Na foz da esperança,
Abrem-se marés de acolhimento
No marulhar sereno do mar aquietado
Pelo calor vibrante dos corações!

Na união das águas fluviais, com o oceano,
Explodem os sentimentos contidos
Nas margens da vida
Pelas amarras das desilusões,
E fundem-se na paixão
De um amor liberto,
Que agora solto,
Navega pelo dorso das cintilantes águas
Deste mar que sorri ao sol do porvir.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário