quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Rio Douro,. no Picote





Sentado sobre as arribas,
Rodeado pelo silêncio da paz,
Absorvo a bucólica paisagem
Que me penetra os sentidos
numa serenidade emocionante!
Olho fascinado lá em baixo
Onde o rio se divide fantasiosamente
E deixo-me enlevar pelo encanto
Que me é permitido apreciar!
Corre calmamente este grande rio
Que se veste de ouro, pelo nome
Cujas águas transportam a vida
E o trabalho de muitos,
Que dele fazem o caminho da esperança!

Ah…estas paisagens deslumbrantes
Que o planalto mirandês oferece,
E que nesta imagem de delirante beleza
Situada no Picote
Pequena aldeia transmontana
Me faz sonhar…
Sonhos que serão ilusões
Ou talvez simples devaneios
Pelos céus de etéreos voos!

Imagino o longe, muito longe,
Onde um fio de água,
Nascido em terras da estranja
Desliza pelas nossas, com a carícia
Que afaga estas nossas arribas,
E que irá, após muitas curvas e escombros,
Correndo por entre profundos vales,
Mergulhar no mar, lá longe, muito longe,
Abraçando-o, feliz pelo dever cumprido.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário