sexta-feira, 22 de abril de 2016

Quem o merecer





Voam serenas as folhas secas
criadas p'lo tempo que as matizou,
sopradas de distantes charnecas
que a doce mãe natureza inventou

Nascem sonhos ao toque da brisa
que p’las margens cantam melodias,
versos pintados de poesia
desnudam traições e hipocrisias  

E por que a vida é luta desigual
há que sorrir e nunca desistir,
ser feliz é um direito sem igual

Harmonia é a base de um bom viver,
a verdade no coração é sentir
amor que se dá a quem o merecer

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário