quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Caiem folhas



Sentado no meu carro, junto ao mar,
Vejo as gaivotas esvoaçarem
No seu grasnar rouco;
Observo as árvores semi despidas,
Figuras grotescas,
Tais humanos esfarrapados;
As folhas caiem, em desequilíbrio,
Num zig zag de agonia;
As que ficam nos ramos, oscilam
Trémulas, carentes, saudosas
Das folhas que caíram ao chão;
Céu cinzento, triste
De inverno,
Ciclo de vida...
Por analogia, recordo as pessoas
Esfomeadas, que caiem pelas ruas
Onde vegetam, porque não vivem.
E é Natal!
Interrogo-me ingenuamente
Se as árvores têm Natal
Acho que não!
Estes seres humanos também não!
Divergências entre
Árvores e humanos...
As árvores têm o calor da mãe terra,
Esta gente
Não têm nada
Nem ninguém.

J.C.Moutinho

3 comentários:

  1. José,
    Foi com muito gosto que andei a passear aqui no seu Blog
    Gostei muito dos seus poemas
    Obrigada
    FELIZ NATAL!!!
    Bjo
    Susana Custódio

    ResponderEliminar
  2. ♥♫ Querido amigo,

    "Que o Natal não seja apenas uma data... mas um estado de espírito a orientar nossa vida... e que o amor se renove a cada ano da nossa convivência."

    ♫♫♫ Feliz Natal!!!


    …………(¯`O´¯)
    …………*./ | \ .*
    …………..*♫*.
    ………, • '*♥* ' • ,
    ……. '*• ♫♫♫•*'
    ….. ' *, • '♫ ' • ,* '
    ….' * • ♫*♥*♫• * '
    … * , • Feliz' • , * '
    …* ' •♫♫*♥*♫♫ • ' * '
    ' ' • . Navidad . • ' ' '
    ' ' • ♫♫♫*♥*♫♫♫• * ' '
    …………..x♥x
    …………….♥

    Bj♥s

    ResponderEliminar
  3. Olà meu kamba diami

    Gostei.
    Um dia destes sou amiga de um poeta de mão cheia.
    E quero ficar na fotografia,yá?
    Votos de Festas Felizes.
    Paz e Amor.
    A de sempre
    Clara

    P.S. Ah e não te esqueças que as árvores podem não ter Natal, mas morrem de pé.

    ResponderEliminar