Diversas

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Pensamentos




Penso-te em momentos passados
De horas esquecidas
Em ausências adormecidas;
Melodias emudecidas pelas folhas caídas,
De pensamentos sofridos em noites perdidas;
Vejo-te no alvorecer, como nuvem opaca
Estrangulada pela ânsia do meu querer!
Mar agitado, das ondas da minha solidão,
Escurecidas pelo breu do luar que não nasceu;
Pálidas vontades de instantes entorpecidos,
Pelo desencanto da luz que se apagou!
No beijo que não fecundou,
Na tua boca que se fechou;
Escorres-me pelos dedos, como chuva seca,
Agrides-me a alma com a secura do teu silêncio,
Feres-me na tua insensível presença,
Gritas-me no vento que me passa,
Turvas-me as pupilas com o teu olhar!
Agora, serei a brisa que me leva no voo da indiferença
E encontrarei o meu esquecer em ti.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário