Diversas

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Minha menina, mulher



Porque será que me chora a alma deste jeito
talvez seja pela ausência da mulher amada,
e pela carência doce de um simples beijo
que a minha alma se sente tão amargurada.

Quando a vejo, vibra excitado o meu coração,
fico na expectativa do que possa acontecer,
aperta-se-me o peito, dorido, por tanta emoção,
espero ansiosamente o que ela me quer dizer.

Fascina-me olhá-la no seu elegante caminhar,
dos seus lindos olhos absorvo o brilho da paixão,
talvez seja total comprovação do que é amar,
ou talvez eu ainda viva no mundo da ilusão.

Entro em terna volúpia quando a vejo sorrir,
é como sentir em mim, o sol em doce afago,
do seu rosto recebo o colorido de belo florir,
levo-me pelo surreal onde as mágoas eu apago

José Carlos Moutinho.

Sem comentários:

Enviar um comentário