Diversas

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Mulher encantos



Mulher de traços finos e bela, com singeleza
O fascínio do seu rosto encantava de certeza,
Ai...o seu sorriso que tanto me cativava,
Nos seus olhos o brilho do mar, cintilava,
Tinha no seu porte a majestade de rainha,
Prometi-me que um dia, ela seria minha.

Conheci-a por um acaso desses do destino,
Nossos olhares se cruzaram, num dia matutino,
Creio que a centelha se acendeu nessa hora!
Nada mais foi igual em nosso modo de estar,
Quiçá, sem sabermos nascia o verbo amar,
Que nos levaria em afectos diferentes de outrora.

Fortemente nascia impetuoso e profundo, o amor,
Nossos corações vibravam com um outro ardor,
Era no abraço que nos unia, que tudo se transformava,
Beijos que se faziam lava pelo fogo das nossas bocas,
Os nossos corpos agitavam-se em ebulições loucas,
Eramos metamorfose do prazer na razão desatinada.

Mudança total em dois seres antes desconhecidos,
Entrega de corpo e alma, em sentimentos incontidos,
Será assim, talvez a loucura do amor com paixão!
Hoje vivem em permanente felicidade e harmonia,
Os seus pensamentos, são constantes em sintonia,
Mistérios sem resposta sobre as coisas do coração.

Só o tempo poderá garantir ou não, esta felicidade,
Com respeito e tolerância poderá tornar-se eternidade,
Embora as pessoas, problemas, adorem inventar
Com um pouco de boa vontade e cedência sem orgulho
O entendimento é possível, sem arrufos nem barulho,
E as alvoradas da vida, sejam eternas em doce amar.

 José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário