Diversas

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Tu me disseste fadista





Ai se eu fosse poeta
faria a mais bela canção,
com flor em cada letra
do jardim do meu coração
p’ra minha amada secreta.


Fadista, eu não sei escrever,
outro deves encontrar,
tenho pena podes crer
mesmo assim eu vou tentar
pode até acontecer.


Um dia eu me aventurei
nem me saí muito mal,
era um fado em que falei
de amor, coisa natural
e com coragem cantei.


Bem sei que foi uma só vez
tu me disseste, fadista
com alguma rispidez
que eu não era letrista
parar era o melhor, talvez.


Claro que fiquei triste,
procurei outro do fado
que visse o que não viste,
me deixasse animado
me dissesse não desiste.


José Carlos Moutinho
“Reserv.dir.de autor”

Sem comentários:

Enviar um comentário